Quando estiver calculando os períodos em atraso com mais de 5 anos, será necessário informar a Média dos 80% maiores salários no PBC.

Caso você não encontrar essa média nos documentos do seu cliente, é bem simples de se descobrir. Siga esses passos.

  • Crie um novo cálculo de concessão de benefício programáveis considerando a DIB na data do requerimento ao INSS para a Indenização;
  • Preencha os períodos e salários de contribuição que o cliente já tem, sem incluir os períodos que o cliente pretende indenizar ao INSS ;
  • Na aba 2 RMI, localize a espécie Aposentadoria por idade - Nova regra (EC 103/2019), e clique em Expandir, e depois em Editar;
  • Desmarque as opções Considerar todos os salários do PBC na média da RMI (EC 2019) e Aplicar Coeficiente na RMI (EC 2019);
  • Clique em Exportar Relatório;
  • Encontre no relatório o campo Média de salários;
  • Pronto! Agora é só copiar a média dos salários para o seu cálculo de contribuições em atraso.

Obs: Caso seu requerimento seja anterior à EC 103/2019, basta localizar a espécie Aposentadoria por tempo de contribuição, e clicar em Extrair Relatório, e localizar a Média dos salários.

Encontrou sua resposta?