Você pode iniciar esse cálculo de duas formas, olha só:

1- No menu lateral Clientes, após selecionar o cadastro do cliente que desejar, clique em Novo cálculo, no menu que se abrirá na área direita da sua tela.

2- No menu lateral Cálculos, clique em Novo cálculo, no canto superior direito da página, e preencha o nome do cliente para o qual deseja atribuir o cálculo. Se preferir, criar o cálculo a partir de um novo cliente.

Após essa etapa, você verá uma tela com a pergunta Que tipo de cálculo deseja realizar?

Selecione a opção Contribuições em atraso.

Após preencher o nome do cálculo e a Data base, basta clicar em Gerar cálculo.

Na aba 1 - Contribuições em atraso, você encontrará dois campos, um onde podem ser inseridas as contribuições em atraso nos últimos 5 anos, e outro para inserir as contribuições em atraso com mais de 5 anos.

Verifique os períodos para os quais deseja efetuar o cálculo, e insira de acordo com a sua necessidade.

Aqui vai uma dica: se as contribuições que deseja calcular tiverem mais de 5 anos de atraso, será necessário verificar a média dos salários no PBC.

Então, Você pode fazer um cálculo de Concessão de uma Aposentadoria, com os Salários que você possui do(a) cliente.

Após calcular a RMI, se certifique que nas opções avançadas da RMI do Benefício, essas opções deverão estar desabilitadas (escolha um Benefício criado pela Reforma):

A Média de Salários (informação presente no Relatório da RMI em cada Benefício) será utilizada no cálculo de contribuições em atraso.

Após preenchidos os dados, é só ir à aba 2 - Resultado, e verificar os valores a pagar pelo seu cliente. Viu como é simples?

Só mais uma dica: no Blog do CJ tem Guia Prático das Contribuições em Atraso com vários detalhes que poderão te ajudar. 😉

Artigos Relacionados:

Encontrou sua resposta?