Se o benefício do seu cliente é derivado, neste vídeo Luiz vai te mostrar todos os passos pra realizar esse cálculo no CJ.

Você verá como é simples adicionar o benefício originário e calcular a RMI do benefício derivado. 😉

Além disso, aqui no Guia Prático também tem orientações específicas desse cálculo. É só clicar nessa opção abaixo:

Só mais uma dica: no Blog do CJ você pode encontrar um post super legal sobre a RMI dos Benefícios por Incapacidade com dicas práticas que podem te ajudar. 😉

Encontrou sua resposta?