Quando seu cliente deixou de recolher alguma contribuição ao INSS, e deseja complementar o seu tempo de contribuição para obter um benefício mais vantajoso, você pode criar um cálculo de contribuições em atraso como nesse esse exemplo:

No campo Nome do cálculo é onde você criará uma forma de identificar esse cálculo facilmente. Aqui vão algumas dicas de como nomear seu cálculo e poupar seu tempo no futuro.

Bons nomes identificam o cálculo, como Análise dos períodos pretendidos ou Períodos averbados administrativamente. Já nomes ruins são aqueles onde precisa abrir o cálculo para saber do que se trata, como Cálculo 2 ou Cálculo do Juliano.

Na Data base do cálculo, insira a data considerada como base para cálculo das parcelas atrasadas. Tempo de atraso de cada parcela será considerado em relação a esta data. Na dúvida, coloque a data de hoje.

Depois de preencher esses dados e clique em Gerar cálculo para iniciar.

Encontrou sua resposta?