No CJ você pode realizar cálculos bem completos de um jeito simples e rápido.

Os cálculos são feitos por etapas interligadas entre si. Por isso, em apenas um cálculo de Concessão você pode calcular Tempo de Contribuição + RMI + Planejamento Previdenciário + Valor da Causa. 😊

Pra criar o seu cálculo de Concessão, você tem duas opções super simples. São elas:

1- No menu lateral Clientes, após selecionar o cadastro do cliente que desejar, clique em Novo cálculo entre as opções que vão aparecer na área direita da sua tela.

2- No menu lateral Cálculos, clique em Novo cálculo no canto superior direito da página. Depois, preencha o nome do cliente pra quem você deseja atribuir o cálculo. Se preferir, também pode criar o cálculo a partir de um novo cliente.

Obs: Pra criar um novo cliente, é só clicar no botão “Novo Cliente”, que fica no canto superior direito da tela inicial. Pra mais detalhes, você pode dar uma olhadinha nesse artigo aqui.

Assim que terminar essa primeira etapa, você vai ver uma tela com a pergunta Que tipo de cálculo deseja realizar? e com algumas opções de cálculo.

Aí é só selecionar a opção Concessão.

O próximo passo é informar as Configurações iniciais do cálculo de concessão.

Pra isso, na pergunta “Para qual tipo de benefício?”, selecione a opção Aposentadorias (Benefícios Programáveis). 👍

Nesse momento, você vai precisar preencher os dados que vão ser solicitados e, na sequência, selecionar as opções de cálculo de acordo com o caso que você está analisando.

Em seguida, clique em Gerar cálculo.

Tudo certo até aqui?

Então vamos para o próximo passo: cadastrar os períodos de contribuição.

Assim, primeiramente, na aba 1 Tempo de contribuição, você pode tanto importar os dados de um CNIS como adicionar essas informações manualmente.

Atenção! Se o seu cálculo é apenas uma simulação do tempo de contribuição, você pode utilizar a opção Adicionar tempo manualmente.

Depois que você tiver inserido todos os períodos de contribuição, é hora de conferir se colocou tudo certo.

Após salvar os períodos de contribuição, você conseguirá visualizar os benefícios e os seus requisitos. O CJ irá mostrar uma data prevista pra aposentadoria quando os requisitos estiverem incompletos.

Pra saber mais sobre a data prevista da aposentadoria, clique aqui.

Feito isso, você pode passar para a aba 2 R.M.I., em que será possível cadastrar os salários de cada período de contribuição. Pra isso, você pode importar os salários de um CNIS ou adicionar esses dados manualmente.

Se você estiver fazendo um cálculo pra saber as condições atuais da concessão de benefício do seu cliente, aqui o seu cálculo vai estar praticamente finalizado.

Isso porque, na aba que foi aberta, você já pode ver todos os benefícios. Nela, dá pra visualizar aqueles que já estão com os requisitos cumpridos e aqueles em que ainda falta algum requisito. Conforme a imagem abaixo:

Agora basta você analisar as espécies de benefícios e encontrar as que possuem os requisitos completos ou aquelas que têm a RMI mais benéfica pra o seu cliente.

Ah, e o cálculo de concessão de benefícios programáveis tem mais uma função super legal, que está disponível na aba 3 Planejamento

No campo DIBs do passado, você pode comparar quando os benefícios tiveram seus requisitos cumpridos, e também qual a RMI mais vantajosa pro seu cliente.

Já no campo DIBs no futuro, o programa insere um período de contribuição simulado desde a DIB original do cálculo até a DIB futura em questão. Esse período considera o tipo de contribuição que você escolheu na opção “Tipo do período de contribuição futuro”.

Se você quiser saber mais sobre o planejamento previdenciário, é só clicar aqui: DIBs no futuro. 😉

Se precisar calcular o Valor da Causa, é só acessar a aba 4 Valor da causa, identificar o benefício desejado, e clicar em Calcular valor da causa para este benefício.

Após clicar nessa opção, abrirá uma janela em que será possível preencher a data do cálculo e as informações do Benefício Devido.

O valor desse benefício pode ser a RMI que o CJ calculou, ou ainda outro valor de RMI que você tenha. O valor devido ao seu cliente será calculado desde a DIB até a data do cálculo.

Se houver um benefício recebido, você pode inserir as informações sobre ele no campo Benefício a ser revisado.

E aí pronto! Basta analisar quais das demais opções melhor se encaixam ao seu cliente, e seu cálculo está finalizado!

Quer assistir esse tutorial em vídeo, ou ter orientações específicas sobre os cálculos de concessão? É só clicar em uma das opções abaixo:

Artigos Relacionados:

Encontrou sua resposta?