O objetivo do Cálculo Jurídico é resolver de vez o problema dos cálculos previdenciários. A ideia é que seja uma ferramenta fácil de usar, que realize os cálculos rapidamente com precisão e facilidade, para que o seu tempo seja otimizado e seus clientes consigam alcançar os direitos!

Para isso nós desenvolvemos os cálculos tendo em mente:

  • Fazer as telas no fluxo que faça sentido
  • Mostrar as informações da melhor forma possível - Gráficos, barras, cores e diagramas
  • Informações mais relevantes primeiro
  • Minimizar a quantidade de opções e ocultar opções avançadas
  • Opções mais comuns pré selecionadas
  • Nomes dos campos bem pensados
  • Ícones de ajuda em todos os campos
  • Validações
  • Alertas
  • Poupar o seu tempo

Veja a seguir como a gente faz pra colocar essas premissas no sistema: 

Fazer as telas no fluxo que faça sentido

Você busca primeiro o cliente, que faz mais sentido do que buscar um cálculo específico, depois você preenche o cálculo de aposentadoria num formulário simples, com as informações de cima para baixo, com a máxima atenção. Quando você vai para o painel do cálculo, as informações que preencheu na etapa inicial já foram processadas e você prossegue no cálculo na ordem que faz mais sentido. O programa mostra apenas os campos que você tem que preencher. Nada a mais.

Por exemplo, se o benefício for programável, você calcula o Tempo de contribuição, depois parte para a RMI e no final calcula o Valor da Causa.

Outro exemplo é o Cálculo de Execução, que é separado dos outros cálculos, pois você o realiza em um momento muito distinto do processo. Assim fica muito fácil encontrar o cálculo e de se organizar.

Mostrar as informações da melhor forma possível - Gráficos, barras, cores e diagramas

Gostamos das coisas muito claras! Sempre tentamos mostrar as informações da forma que fiquem mais fáceis de entender. Geralmente isso envolve fazer gráficos e diagramas. O que é possível mostrar de forma gráfica, com os gráficos dos salários de contribuição e os cards dos benefícios, nós mostramos. 

Se você tem alguma ideia de gráfico ou diagrama que pode simplificar a visualização dos dados no CJ, mande pra gente sua sugestão!

Informações mais relevantes primeiro

No resultado do cálculo do Valor da Causa, você vai ver que o resultado vem primeiro e em destaque. Todas as outras variáveis e como chegamos até esse resultado vêm depois

Aqui no Brasil, a gente lê da direita para a esquerda e de cima para baixo. No CJ em geral é ali mais pra esquerda e mais pra cima que você vai encontrar as informações mais relevantes.

Minimizar a quantidade de opções e ocultar opções avançadas

Tentamos sempre minimizar o número de escolhas que você deve fazer para realizar um cálculo. Para poupar seu tempo e minimizar a chance de erros.

Um exemplo são as revisões de direito para DIBs anteriores a 1999. O programa não fica perguntando quais revisões você quer aplicar. Você apenas coloca as configurações iniciais do cálculo, a DIB e o programa já te mostra o resultado e quais revisões de direito ele aplicou. Bem mais fácil assim, não é!?

As opções avançadas são outra forma que encontramos para poupar seu tempo. Elas já vêm preenchidas com os valores previstos na lei e os mais prováveis para o caso que você está preenchendo. Por isso elas ficam ocultas para não poluir a interface. Se você quer testar algo diferente e sabe bem o que cada opção faz, você abre as opções avançadas e edita normalmente, como qualquer opção.

Várias das regras de cálculos do programa foram transformadas em opções moduláveis pela interface. Algumas estão nas opções avançadas e existem outras que ficam ocultas apenas para administradores do sistema usarem e criarem até espécies de benefício novas, se for necessário como em Reformas ou mudanças na Lei.

Isso permite que o programa fique simples para usar, mas que seja altamente dinâmico e customizável.

Opções mais comuns pré selecionadas

Muitas das opções dos cálculos que você precisa preencher já vem preenchidas com o que é mais provável e mais seguro. Quando é algo que você precisa escolher e queremos que escolha com bastante atenção, em geral o campo vem com a opção em branco selecionada e existe uma validação de presença para você lembrar de preencher essa opção.

Mesmo que seja uma questão "múltipla escolha". A gente usa essa premissa para minimizar os erros e poupar seu tempo.

Nomes dos campos bem pensados

A gente tenta criar bons nomes para os campos, eliminando duplos sentidos e interpretações erradas. A gente passa bastante tempo escolhendo nomes de alguns campos e fazendo brainstorming em documentos para escolher bons nomes e boas maneiras de exibi-los. Se você tem sugestões sobre nomes de campos e sobre a interface, não deixe de nos contar. Queremos que seja tudo muito claro para o usuário.

Ícones de ajuda em todos os campos

A gente fez questão de colocar ícones de ajuda em todos os campos. Dos que precisam de mais dicas e explicações até os mais simples.

Em vários deles você vai encontrar exemplos de casos em que cada opção se encaixa e referências à legislação. Nos mais simples, em que o nome do campo já explica bem o que ele quer dizer, nós colocamos no ícone de ajuda sugestões de preenchimento e boas práticas.

Perguntar as coisas na hora certa

Nas revisões, por exemplo, a gente pergunta sobre o benefício a ser revisado apenas na hora de calcular o valor da causa, que é quando precisamos da informação. Antes disso, seria apenas uma preocupação adiantada que você não precisaria ter.

Fazendo assim a gente valoriza seu tempo e segue um fluxo que faz mais sentido no processo.

Validações

As validações ajudam a manter a consistência dos dados que os usuários enviam. Alguns dados não fazem sentido em conjunto, então as validações não vão deixar o usuário salvar os dados se eles não fizerem sentido. 

Se você preencher uma DIB antes da data de nascimento do cliente, o que pode acontecer por um descuido, programa não vai salvar o formulário e vai te dizer exatamente o que aconteceu. 

Outros tipos de validação são:

  • Presença de campos obrigatórios
  • Datas em ordem correta
  • Inclusão de valores dentro de um determinado conjunto de opções
  • Mínimos e máximos de valores
  • Etc

É bem mais fácil prevenir, não é!? Então a gente adora essas validações e estamos sempre adicionando elas.

Alertas

Existem algumas informações que o usuário envia que não devem ser barradas pelo programa, pois são valores possíveis e permitidos, mas a gente sabe que tem alguns casos bem incomuns e que podem indicar um erro de preenchimento, então a gente coloca um alerta pequeno ao lado dos campos dizendo por que achamos aquilo inusitado. Isso salva muitos erros de preenchimento.

 

Poupar seu tempo!

Essa na verdade é a grande premissa. Todos nós queremos uma ferramenta que poupe um dos nossos bens mais preciosos: Nosso tempo

Nós sabemos que você tem muitas coisas mais interessantes pra fazer do que realizar cálculos previdenciários, então a gente foca em melhorar o CJ para poupar o seu tempo!

Encontrou sua resposta?