Os benefícios devidos e os benefícios recebidos possuem uma diferença fundamental:

  1. Os benefícios devidos representam aquilo que deveria ter sido pago ao seu cliente, mas não foi.
  2. Os benefícios recebidos representam o cenário real, aquilo que foi efetivamente pago ao seu cliente.

No processo ficou decidido que o seu cliente tem direito a um benefício de aposentadoria com RMI de R$ 1.000, DIB em 05/03/2015 e que este benefício deveria ter sido pago desde a DIB. No mesmo processo, uma tutela antecipada foi implementada em 01/01/2017, com RMI de R$1.000 e DIB em 05/03/2015.

Considerando essas informações, você deverá adicionar um benefício devido no CJ (o que deve ser pago e ele) e um benefício recebido (o que ele já está recebendo),

O primeiro passo é adicionar o benefício que é devido ao cliente, deve ser preenchido com os seguintes dados:

  • RMI = R$ 1.000
  • DIB = 05/03/2015
  • DIP = 05/03/2015

Veja como fica no CJ:

Neste caso, a Data de Início de Pagamento (DIP) deve ser igual a Data de Início do Benefício porque o seu cliente deveria ter recebido pagamentos desde a DIB.

O segundo passo é adicionar o benefício recebido. Neste caso, seu cliente já recebeu um benefício com DIB e RMI iguais ao benefício devido, mas com Data de Início de Pagamentoo (DIP) diferente. O beneficio recebido comecou a ser pago somente na implementação da tutela em 01/01/2017. Esta é a DIP do beneficio recebido.

Os dados preenchidos no CJ devem estar assim:

  • RMI = R$ 1.000
  • DIB = 05/03/2015
  • DIP = 01/01/2017

Veja como fica no CJ:

Isso porque os benefícios recebidos representam o que o seu cliente de fato recebeu. E ele recebeu o benefício com início do pagamento em 01/01/2017.

O CJ ainda criou atalhos como o botão + Tutela antecipada para este benefício que permitem você adicionar a tutela antecipada de maneira bem fácil.

Encontrou sua resposta?